6 truques para driblar a diminuição do alcance orgânico no Facebook

6 truques para driblar a diminuição do alcance orgânico no Facebook

Ao ler as notícias sobre as constantes quedas do alcance orgânico dos posts no Facebook, você teve vontade de mandar o Mark Zuckerberg para aquele lugar? Não se culpe. Você, provavelmente, não é o único.

Veja, por exemplo, a Eat24, uma empresa americana online que entrega refeições. Eles divulgaram em seu blog, uma carta bem-humorada de “rompimento com a rede social”.

O texto dizia que a companhia se esforçava para postar coisas legais e interessantes, enquanto o Facebook escondia as mensagens dos seus fãs. A carta gerou grande repercussão, tanto que Brandon McCormick, diretor de comunicações da rede social, respondeu, também com uma pitada de humor.

No texto, ele dizia que o mundo mudou muito e que as postagens da loja online também já não estavam assim mais tão engraçadas.

Intrigas e piadas à parte, a verdade é que essa baixa já vem acontecendo há alguns anos. Em fevereiro de 2012, a média de alcance era de 16%, em novembro de 2013 o número caiu para 10%, já em março desse ano a estimativa chegou a apenas 6%. Há rumores de que esse número pode, ainda, vir a chegar a 1%.

A explicação oficial para essa diminuição parece fazer sentido: com o tempo, as pessoas tendem a adicionar mais amigos e curtirem mais páginas. Imagina se toda essas informações fossem ser apresentadas no feed de notícias? Iam faltar horas no dia para ler tudo!

O EdgeRank, sistema de rank do Feed de Notícias do Facebook, utiliza três pilares para classificar as postagens que serão, ou não, mostradas para os usuários:

Afinidade – o quanto o usuário costuma interagir com a sua página;

Peso – prioridade para o tipo de post. Vídeos e fotos saem na frente;

Idade – quanto mais antigo for seu post, menos chance ele tem de aparecer no feed de notícias.

Mas, ainda que esses itens sejam divulgados, há sempre mais mistérios nos algorítimos do Facebook, que vivem mudando. Para que você não fique à mercê dessas contas malucas, confira seis dicas para sua marca continuar a se fortalecer nas redes sociais e contornar essa inevitável queda:

1 – Invista em outras redes sociais

O Facebook ganhou grande popularidade nos últimos tempos, mas ele não é a única rede social que faz a cabeça dos consumidores. O Instagram, por exemplo, tem o Brasil entre os seus cinco principais mercados.

Twitter, YouTube, Pinterest e Google Plus são alguns outros exemplos de redes sociais que têm forte presença no País, e por isso, você pode adotá-las em suas futuras ações de marketing.

Em suas próximas campanhas, experimente uma comunicação integrada, trabalhe todos os seus canais e procure explorar o que cada um tem de melhor.

Redes como o Pinterest, que têm foco nas imagens, podem ser uma boa fonte de divulgação de fotos dos seus produtos. Já o Twitter pode funcionar como um SAC 2.0.

2 – Compartilhe fotos autoexplicativas

Não é mais segredo para ninguém que fotos e vídeos possuem um alcance maior no Facebook.

Aposte em fotos que são autoexplicativas, ou seja, que as pessoas não precisem ler nenhum texto para entender o contexto.

A empresa especializada em mídias sociais, Buffer, comprovou essa teoria ao testar as duas técnicas. Na comparação, a foto com a explicação em texto teve 11 curtidas e 3 compartilhamentos. Já a imagem autoexplicativa recebeu 78 likes e 20 compartilhamentos.

3 – Experimente novos horários

Muito se fala sobre os melhores horários para postagem no Facebook. A verdade é que cada público é diferente, então, essas informações devem funcionar somente como referência. O ideal mesmo é sempre testar e descobrir o que mais dá certo com o seu público.

Experimente, por exemplo,  horários contrários aos tidos como melhores. A vantagem, nesse caso, pode ser que postando em horários alternativos, seu conteúdo tenha menos concorrência e aumente  as chance dele ganhar destaque.

4 – Faça conteúdo relevante

Se o rank do Facebook leva em consideração o relacionamento dos fãs com a sua página, você precisa convencê-los a interagir com a sua marca.

A melhor forma para isso é oferecendo conteúdo realmente relevante e de interesse do seu público. Invista em um blog e crie artigos com dicas e informações. Pense em criar tutorias em vídeo no YouTube, guias e tudo que pode facilitar a vida de seu cliente. E então,  use o Facebook para direcionar os fãs a esse link.

5 – Pague por publicidade

A maneira mais fácil e garantida para conseguir visibilidade na rede social é investindo em anúncios pagos. A ferramenta do Facebook permite que você segmente o conteúdo com base nos dados do perfil do usuário, como escolaridade, idade, região e interesses.

Se você achar que vale a pena gastar com essa opção, inclua a ação em seu orçamento para garantir uma quantia por mês para as propagandas na rede.

6 – Olhe para os números importantes

Sabemos que o alcance orgânico dos posts no Facebook diminuiu, mas será que sua presença na rede social também perdeu força? E o seu objetivo com a rede, continua o mesmo?

Procure, sempre, olhar para os dados que impactam seu negócio e não se apegar tanto ao que não está funcionando para outras empresas. Certifique-se que as pessoas que estão visitando o seu site por meio da rede social continuam finalizando a compra em sua loja virtual.

Exporte com frequência os dados do Facebook Insights e fique atento aos números que mais impactam suas vendas.

Solicite um orçamento para desenvolvimento/consultoria em E-commerce:

Design Responsivo

Marketing Digital

Google Adwords