Como se relacionar com blogs que fazem a cabeça do consumidor

Como se relacionar com blogs que fazem a cabeça do consumidor

Meninas ligadas em moda já sabem os endereços de cor. Há dezenas de blogs especializados no assunto que fazem a cabeça da galera. E é nesses endereços que as consumidoras descobrem as últimas tendências em roupas, sapatos, maquiagem e acessórios. E seguem à risca os conselhos das blogueiras: combinar x com y, não investir em z, e substituir branco por preto.

O desejo da marca relacionada ao tema é ser citada nos posts como a grande novidade que toda mulher precisa ter no guarda-roupa. No entanto, entrar no radar dos blogueiros e conquistar sua confiança não é tarefa fácil. Exige alguns cuidados e muito “jeitinho”.

Veja, abaixo, como se aproximar desses blogs. E as dicas valem para qualquer segmento, de moda a acessórios para pet:

Quem são eles?

O primeiro passo, antes de tentar atraí-los, é conhecê-los. Faça uma pesquisa e descubra quais blogs falam para o mesmo público-alvo da sua loja. Depois avalie-os. Esta avaliação deve ter um tanto de pessoal, ou seja, se o blog o atraiu, se “fala a sua língua” e se você gostaria de ter sua marca atrelada a ele.

Avalie, também, a popularidade do site. Faça uma pesquisa e veja o que estão falando sobre ele na internet, analise a quantidade de fãs/seguidores nas redes sociais, pesquise sobre a quantidade de visitas que o blog tem por semana/mês (esta informação, normalmente, está disponível no próprio blog).

Quem sou eu?

Depois que você os listou, é hora de se apresentar a eles. Antes de enviar um e-mail, dê uma fuçada nas redes sociais do blogueiro e também pesquise um pouco mais sobre ele. A intenção é que você faça um e-mail personalizado para cada um, e não saia enviando mensagens “enlatadas”.

Neste contato, apresente-se, conte um pouco da sua história, dos produtos mais bacanas que tem na sua loja. Coloque um pouco (não exagere!) de estatísticas: por exemplo, a coleira antipulgas vendeu 10 mil peças na primeira semana em que estava no mercado.

Procure encaixar particularidades nesta mensagem (foi para isso que você fez a pesquisa sobre o blogueiro), por exemplo: “vi que recentemente você fez um texto bacana sobre maneiras de proteger seu pet das pulgas e queria te apresentar um produto” ou “notei que este é um tema pelo qual seus leitores se interessam”. Mas seja o mais sucinto e direto possível, quanto maior e desinteressante for seu e-mail, menores são as chances de ele ser lido.

O que você quer?

Sem delongas, diga o porquê do contato. Você quer contribuir com um post? Trabalhar em sua estratégia de link building? Partilhar um conteúdo? Pergunte se eles costumam trabalhar com parcerias e como elas devem ser feitas. Não se esqueça de mostrar o seu valor neste momento, deixando claro que a parceria não vai beneficiar somente sua loja, mas também o blog e seus leitores.

Quais são as novidades?

Pergunte se ele tem interesse em saber das novidades da sua loja e se permite ser incluído em sua lista de e-mails. Envie, então, periodicamente, conteúdo relevante a este mailing list. Se o que você enviou chamar a atenção e for interessante para o público do blog, há chances de ele ser publicado sem precisar que você pague por isso.

Quer exclusividade?

Há, também, a possibilidade de você enviar algumas novidades para apenas um dos blogs de sua lista em primeira mão. Mas isso precisa ser negociado. Selecione aquele no qual você tem mais interesse em aparecer e proponha enviar um conteúdo exclusivo. A ideia de ser o primeiro a falar sobre um assunto pode ser bastante instigante. Mas, atenção, tem de ser realmente algo que valha destaque: uma supernovidade, uma nova linha de produtos, enfim, não vale ficar importunando o contato por qualquer motivo.

O que você achou do produto?

Tem produtos novos na sua loja? Que tal enviá-los primeiramente aos blogueiros para analisarem e darem sua opinião? Pergunte aos blogueiros cadastrados quais têm interesse em receber amostras para análise e envie àqueles que toparem sempre os seus lançamentos. Mas saiba que o envio de produtos não é garantia de nada. Pode ser que o seu produto não seja citado; e pode ser, também, que ele seja mal avaliado.

Quanto vale o show?

Claro que se alguma das estratégias acima funcionar será melhor para a marca, pois não é preciso colocar a mão no bolso. Mas tem muitos blogs (especialmente os mais famosos) que não falam de marcas “de graça”. É preciso negociar propagandas dentro do blog ou posts pagos. Neste caso, peça pelo “media kit”, uma proposta que eles costumam ter pronta de preços e tipos de anúncio.

Achou a estratégia interessante? Que tal começar já, fazendo uma lista de blogs influentes que falam com o seu público-alvo?

Solicite um orçamento para desenvolvimento/consultoria em E-commerce:

Design Responsivo

Marketing Digital

Google Adwords