Links patrocinados: perca o medo de usa-los!

Links patrocinados: perca o medo de usa-los!

Você montou sua loja com todo carinho, encheu de produtos legais, fez até sua lição de casa para ela poder aparecer bem nas buscas e… Nada! Ninguém apareceu. Fuén, fuén, fuén… Calma, não se desespere!

Os links patrocinados estão aí para te dar uma forcinha e ajudar a trazer gente nova para o seu site. Eles aparecem junto com os resultados de buscas normais – ou orgânicos, para usar o nome certo –, mas em um lugar de maior destaque.

E quer saber do melhor? Pesquisas indicam que, nos sites que anunciam, um terço do tráfego vem dos links patrocinados. Quer mais? Os clientes que chegam através deles ainda costumam visitar mais páginas e gastar mais dinheiro do que visitantes comuns.

– Mas eu não tenho verba para investir em publicidade!

Essa é a melhor parte da história. Não há um limite mínimo de investimento em links patrocinados. Com R$ 50 você já pode começar a brincar.

Funciona assim: você escolhe as palavras que quer comprar e toda vez que alguém clicar em um anúncio e chegar ao seu site, você paga por aquele clique. Ninguém clicou? Você não paga nada. O preço de cada clique varia conforme a palavra – as mais procuradas são as mais caras.

Quer fazer um test drive e ver se a estratégia funciona para você? Então vamos lá:

1. Saiba quanto quer gastar

Defina um valor diário ou mensal para gastar com os links patrocinados. O ideal é começar com uma verba menor e ir aumentando conforme os resultados forem aparecendo. O mecanismo é simples. Você estipula o máximo que quer gastar e, quando esse teto for atingido, você escolhe: ou para de anunciar, ou define um novo valor para ser investido.

2. Crie anúncios segmentados

Cada ferramenta de links patrocinados apresenta suas próprias opções de segmentação. É importante explorá-las ao máximo. Com os links patrocinados do UOL, você pode segmentar seus anúncios por assunto, perfil de público ou por palavras-chave.

3. Escolha a palavra-chave certa

Cada palavra-chave tem o seu preço e ele é afetado por vários fatores – oferta e procura, época do ano e até horário de exibição. Termos genéricos costumam ser mais baratos, mas apresentam um resultado menos satisfatório – afinal, eles nem sempre transmitem a ideia certa do seu produto.

Imagine que você tem uma loja de bolsas de praia e escolheu a palavra-chave “bolsa”. É provável que quem procurar por “bolsa de estudos” ou “bolsa de valores” também veja seu anúncio. Obviamente, eles não estão interessados em comprar o seu produto.

4. De olho nos resultados

Acompanhar os resultados é fundamental para avaliar se o investimento está compensando. Faça a conta: o valor que você investiu dividido pelo total de clientes que efetivamente compraram na sua loja. Esse é o seu custo de aquisição por usuário. Avalie se, após esse custo, ainda sobra uma margem interessante de lucro por cliente.

5. Repense sua estratégia

Se os anúncios trouxeram um bom resultado, tente aumentar o orçamento. Se eles geraram poucos cliques, é hora de repensar sua campanha. Talvez você não tenha escolhido as palavras certas ou talvez tenha que fazer um texto mais vendedor.

Gostou da ideia? Então que tal começar agora mesmo a sua campanha de links patrocinados?

Design Responsivo

Marketing Digital

Google Adwords